sábado, 26 de novembro de 2011

Almas irmãs






Existem almas que ao chegar em nossa vida parecem que sempre estiveram ali. E as "coincidências" vão nos espantando e fascinando no decorrer dos dias. Corações de almas irmãs se comunicam e a gente nem percebe. A sincronia faz visitas e planta flores perfumadas de afeto. Os passos mesmo distante parecem estar lado a lado, no mesmo espaço e compasso. E a harmonia pura, legítima, não acontece quando o tom é o mesmo, mas quando ele difere e o respeito mostra sua cor e a compreensão e as une ainda mais, selando assim  um belo elo de amor fraternal sem fim. É um sentimento maior, um companheirismo que transcende a vida. Por entre flores ou espinhos almas irmãs estendem as mãos quando precisamos revestindo tudo de luz e carinho.




Leveza é carregar no coração quem toca nossa alma com imensa ternura e delicadeza.




®Meire



quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Para cada lágrima







E que ninguém se esqueça: lágrimas lavam, curam, também são remédios para a alma. Quando o jardim do coração não vai bem elas chegam levando as ervas daninhas que cresceram e aguando o que é belo. Nesse jardim só cresce o que plantamos ou o que deixamos plantar. Essas pequenas gotas são salvação para o jardim do nosso coração. Há vezes que é necessário tomar um porre delas para que a alegria amanheça em nossos lábios.


Para cada lágrima derramada que se inspire um sorriso que transborde a alma.




®Meire


Coldplay - Every Teardrop Is A Waterfall


terça-feira, 22 de novembro de 2011

Olhos que contam histórias








Minha alma anda descortinada para a vida e dela não tem medo. Se entrega totalmente, sem pudor, sem receio. Açucarei as bordas dela para torrãozinhos de açúcar brotar. Não deixo o fel atrapalhar o sorriso faceiro, que mostra minha força e alegria, que me conduz  onde quer que eu vá. Trago em minhas mãos todo o amor que me rodeia. Ele recheia  meus olhos que apesar de mudados ainda têm o mesmo brilho de curiosidade e encantamento diante das pessoas. Eles correm em busca de novos horizontes, são olhos que contam histórias, que conversam e que ainda preferem enxergar o belo que todos trazem dentro de si.




No espetáculo da vida abri as cortinas dos meus olhos pra curtir cada momento e sentimento, pois meus olhos enxergam longe e sentem perto.



®Meire

domingo, 20 de novembro de 2011

Clareia, baby!






A vida envia a todos um convite especial. Ele é brilhante com cheiro de morango. O convite é para deixar nossa alma clarear. E ele diz: "Clareia, baby!" Se aceitamos este terno convite onde quer que vamos temos que deixar a luz acesa. Deixar clarear a vontade de viver, apagando as tristezas e os medos. Saímos acendendo todas as luzes ao nosso redor e com muito cuidado para que elas não voltem a apagar. E que toda essa luz intensa possa iluminar o mundo, o alto, o baixo, o dentro, o fora, o quente, o frio, pois só ela salvará o mundo do afogamento na escuridão, só ela transformará o mundo num horizonte luminoso.




Que todo clarear seja leve e intenso como um encantado despertar.



®Meire

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Toda essa paz






Gosto dessa paz que me envolve, me toma em seus braços bem calma e me faz estar leve e serena. Gosto dessa esperança que rego todos os dias pra ficar cada vez mais forte e grande, ela ainda vai ultrapassar o teto e chegar ao céu. Paz é uma construção nossa, uma conquista única. Todos os seus batimentos são floridos e dignos de aplausos e contentamento.Não há nada mais libertador do que o sopro da paz.




A paz é nossa brancura, nasce leve feito ar e tem um quê de candura.



®Meire

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Seus, meus, nossos anjos





Eles existem. Bem sei que existem. Tem gente que duvida. E tem gente que diz que eles só existem do outro lado. Mas sei que existem milhares deles bem aqui dese lado, ao meu lado, ao seu lado ou só do lado do coração. Anjos existem. Sim. Todos eles têm belas asas, que ficam escondidas e eu queria saber o segredo, como será que escondem asas? Segredos de anjo. Benditas asas que nos alcançam onde quer que vamos, nos abraçam, nos cuidam. E o som da risada dos anjos, são canções de ninar, acalmam nosso coração, nos fazendo sonhar.




Em cada passo que damos se prestarmos bastante atenção veremos ao nosso lado um lindo anjo.




®Meire

domingo, 13 de novembro de 2011

Da grandeza do amor




A natureza do amor é a grandeza. Em si transborda e faz sol, iluminando tudo ao redor. Ele nunca é pequeno, pois a tudo se sobressai. Do medo faz folha amassada e arremessa longe. Da raiva ou mágoa faz compreensão pra brotar flor. Sublime sentimento que ultrapassa qualquer espaço, tempo e movimento. É o mais puro e sincero sentimento. E não há melhor remédio para o corpo e a alma do que uma demonstração de carinho, pois o amor se faz imenso nas pequenezas diárias.


Amor amansa a alma, 
amor traduz a calma,
amor é imenso por si, 
transborda e faz tudo sorrir.


®Meire




 Roberto Carlos - Como é Grande o Meu Amor Por Você


quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Força tem forma






Queremos ser sempre fortes. Acontece que a força muitas vezes foge de nós, se esconde. E não adianta olhar pra cima, pra baixo, pra um lado ou pro outro, é só pra dentro, é do lado de dentro que tem que olhar. E se percebemos que de fato ela se esvaiu, fugiu de nós, temos que reconstruí-la. E só nós sabemos como.
Cada força tem a sua cor. Trago os meus pincéis no bolso para poder pintá-la sempre bela e imensa em sua forma. E força lá tem forma? A minha tem, tem forma de coração, mas não pense porque é bonitinho, é simplesmente porque é no meu que ela fica toda prosa e feliz ao renascer colorida, alegre e vistosa.


Minha força respirou fundo, ergueu a cabeça e vai seguir comigo, sempre em frente, confiante.




*A cada um de vocês que vieram aqui ou que me mandaram e-mail ou qualquer outro sinal de carinho, muito obrigada, vocês não imaginam como ajudaram e têm me ajudado.
"E é através do amor do próximo que a gente sente bem o amor de Deus...é como se descansássemos em seus braços."
A Cabana, William P. Young




®Meire



sábado, 5 de novembro de 2011

Eu volto...






Meus amigos queridos, estou com alguns problemas pessoais e por isso não estou dando conta de visitar a todos e dar a atenção que vocês merecem e mesmo porque meu astral não está aquelas coisas, e não gosto de passar coisas que não são legais pra quem amo. E vocês se tornaram especiais demais pra mim e por todo carinho que me tratam eu não quis sumir sem dizer nada. 
Eu vou dar um tempo até que eu tenha certeza do rumo que minha vida vai tomar e volto o mais breve possível. Levo vocês em meu coração, fiquem bem que eu ficarei também.


"Me mande mentalmente coisas boas. Estou tendo uns dias difíceis..." 
Caio Fernando Abreu




®Meire

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Que assim seja





Quero ser tons suaves sobre o tecido, por vezes áspero, da vida. Quero ser cachoeira jorrando só amor para curar toda e qualquer dor. Quero ser riso que brota mostrando alegria, mas também lágrima a rolar pela face, criando outras, de tristeza, de emoção ou de ardor, porque chorar limpa o mal e refresca o bem. Que eu saiba renascer das minhas cinzas em cada amanhecer. Nas horas curtas ou longas, que a força em mim se faça infinita. Que minha luz possa iluminar o escuro das horas. Quero ser para o mundo, mas também pra mim: amor a brotar doce no pé, paz a resplandecer cada vez mais, com força e fé. Que eu não deixe as durezas me enfraquecer, que eu saiba fazer das dores minha fortaleza, que eu jamais perca a vontade de amar as pequenas delicadezas.

E eu tenho cá pra mim que o tamanho da minha força é proporcional ao amor que carrego em mim. Então tenho uma fortaleza sem fim.






A Sôninha querida postou um poema que fiz pra ela no Resgatando Emoções.

®Meire



quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Em meio a encontros e reencontros









Acho a palavra encontro de uma beleza delicada. Ela exala calor humano, tem um suave cheiro de dama da noite. No encontro sentimos gosto de início, de novo, de timidez doce. Um prenúncio de intimidade gostosa, de carinho sem fim. É um admirar pela janela da alma cada detalhe, sem perder um piscar de olhos, um sorriso de canto, uma ternura enroscada numa covinha da bochecha. É puxar o fio certo para ir direto ao coração e de lá não sair nunca mais.
Já a palavra reencontro tem um gostinho de saudade saciada, de ternura relembrada.
No reencontro braços e coração se abrem no mesmo compasso para poder acolher quem tanto queremos bem. É abraçar a fotografia olhada tantas vezes com uma saudade imensa e intensa. É sentir o calor do perfume registrado e jamais esquecido, o da pele e o da alma.


Ando em meio a encontros esbarrando nas calçadas da vida em doces reencontros, é assim que me agrada caminhar, é assim que me encontro em tanto reencontrar.


®Meire




 Phil Collins - You'll Be In My Heart



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...