quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Nascimento







A cada nascimento uma nova alegria nasce junto,
dissipa todas as tristezas ao redor, deixando aflorar um prenúncio de vida nova.
A cada choro de criança, renova-se a chama da esperança
No novo rostinho, a face de quem tecerá a linha de seu destino,
de quem fará suas escolhas, num tempo não muito longínquo.
O medo do tempo não parar e correr
de logo esse pequeno, mais rápido do que queremos, crescer.
Ri sozinho quando dorme e todos ficam a admirar,
é tão pequeno e já traz tanta alegria, e vontade de amar.
Crianças inauguram em nós a pureza do amor,
criamos um novo jeito de ver a vida,
tiramos a poeria dela, tiramos a dor,
enxergamos só as coisas boas de tudo e todos, 
a vida fica bonita, fica linda.                                                                                                    




Poesia dedicada ao filho da minha prima Camila, que veio ao mundo dia 30 de agosto e trouxe consigo um pedaço do céu, parece um anjinho, é o nosso Gabriel! 





®Meire


14 Bis - Bola De Meia Bola De Gude


23 comentários:

  1. Que lindo!
    As crianças nos forçam a mudar, ainda que não sejam nossos filhos. Trazem encantamento e afastam, com um simples sorriso, qualquer mágoa.
    São benditas!
    Parabéns a sua amiga!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Oi Meire
    adoro essa inocência no olhar, é encantador!
    parabéns ao Gabriel.
    a vida ficou mais bonita com a vinda dele.
    abraços kirida

    ResponderExcluir
  3. Bom alvorecer minha bonequinha de porcelana!
    Estava com tanta saudades de vc,de vir no seu cantinho,que já virou rotina.Passei esses dias sem aparecer por está supercarregadas de serviço e atarefadas com problemas burocráticos,e por cima greve de bancos e correios que me atacam,pois dependo deles.Mas o assunto aqui não é esse.
    Minha linda como vc se desprende para ver e sentir o belo que a natureza vez com tanto esmero que é a criança,obra e semelhança de Deus.Postagem linda e de grande encantamento...e vc como sempre cheia de sensibilidade se desfolha para nos mostrar tanta beleza neste post.
    fica na paz...
    Bjs de saudades!

    ResponderExcluir
  4. Meire,

    Texto lindo. Criança encanta. Estou babando com minha bisneta de sete meses. Suas descobertas são sempre festa!

    Girassóis no seu dia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. LIndo e doce! Felicidades, saúde, alegrias ao Gabriel e família toda que deve estar babando! beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Linda postagem Meire, hahahaha eu estou na espectativa também, minha esposa está de 4 meses, hahahahaha.

    Dá uma olhada nesse texto do meu blog que fala sobre isso também, acho que vai gostar: http://amansim.blogspot.com/2010/12/show.html

    Falando nisso vc tá sumidona hein!

    ResponderExcluir
  7. Que doce poema, tão doce como o coração das crianças! Elas sempre nos oferecem o brilho da esperança em cada olhar, em cada sorriso...
    Que Deus abençoe o pequeno
    Gabriel, lindo e fofinho , ainda mais com nome de anjo! Meu filhinho também se chama Gabriel.
    Abraços , com carinho!

    ResponderExcluir
  8. oi meu docinho,

    as crianças são anjos,
    com asas invisíveis,
    elas trazem consigo uma magia e um encanto que nos encantam...
    a nossa casa muda de cor e de cheiro,
    tudo fica muito melhor...
    muita saúde para o pequeno Gabriel,
    que Papai do céu o abençoe
    muito...

    beijinhos,minha flor

    ResponderExcluir
  9. Ai que saudades de você menina linda.
    Desculpe a ausência, mas foi necessário.

    Que bebê mais lindo esse de sua prima Camila.
    O nome, de um anjo, Gabriel.

    Teu texto, encantador.
    Criança é a nossa maior esperança, que eles cheguem, e com o crescimento, consigam ter um mundo melhor do que esse que estamos vivendo nos dias de hoje.

    Um beijo enorme no teu coração.
    Tenha um dia de muita paz.

    ResponderExcluir
  10. Bom dia,Meire!!

    Que lindo bebezinho!!!E a poesia então!Linda inspiração minha amiga!!!
    Esta sensação se potencializa e muito quando sentimos o bebezinho se formando dentro de nós...até hoje não consigo descreve-la!!Posso usar muitas palavras e serão verdadeiras...mas sempre faltará algo!!!E nas duas gestações. A emoção não muda no segundo!!!
    Beijos pra ti minha doce amiga!!Que Deus lhe abençoe e lhe traga sempre muitas alegrias!!

    ResponderExcluir
  11. Ai que fofo!!

    Amei a poesia...queria ver o rostinho desse bebezinho fofo que te inspirou.

    Deviamos resgatar um pouco da pureza das criancas e colorir o mundo.

    Vc ja faz isso...ne??? com seu jeitinho meigo e doce!!

    Um beijinho desta que te a ma!!

    ResponderExcluir
  12. Que fofo!! Meu filhote também se chama Gabriel, mas já deixou de ser um bebe faz tempo!! hehehe!!
    Poema lindo!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  13. Que lindas as imagens, e o poema maravilindo também.
    Que o Gabriel que já tem esse nome lindo de anjo seja muito feliz e possa trazer muita coisa boa para esse mundo.
    Cada criança que nasce é uma nova esperança, uma nova energia chegando e quão maravilhoso é isso.
    Beijos amiga do coração, lindo dia pra ti!

    ResponderExcluir
  14. lindo anjo querida Meire..
    que Deus o abençoe e guie..
    beijinhos perfumados sempre..

    ResponderExcluir
  15. Oi minha florzinha do coração!!
    Que o Gabriel seja infinitamente abençoado, pois é muitoooo amado...como uma criança tem o dom divino de nos encantar...eles vem ao mundo e parece que tudo ao redor e dentro de nós se renova...é um sentimento maravilhoso de se vibrar...
    Que lindo poema você escreveu inspirado no Gabriel, filhinho da sua prima...me fez lembrar que quando eu tinha uns quinze anos, mentalmente eu comecei a fazer um poema para o meu filho dizendo o quanto o queria e o amava, até me emociona lembrar isso e olha que ia demorar vários anos ainda pra ele nascer, mas eu queria tanto ser mãe, que eu fiz, pena que não coloquei num papel...rsrssrs
    Beijinhos minha querida...fique na alegria...
    Valéria

    ResponderExcluir
  16. Meirizinha,
    em doces palavras vc desenhou a alegria que é a chegada duma criança na família.São esses sorrisos desmanchados, essa meiguice presente, esses olhares atentos e trocados por todos, renovando em nosso mundo adulto, a inocência perdida. Tenho,há 1ano e três meses, me pego desse jeitinho com a artes de Miguel e logo estarei dobrando a dose com a chegada de Valentina. Graças a Deus que podemos despertar de quando em vez, a nossa criança interior.
    Bjkinhas no fofo do Gabriel.
    Bjkas açucaras p/vc.
    Calu

    ResponderExcluir
  17. Seja muito bem vindo e amado o Gabriel nesse nosso louco mundo mas ainda cheio de amores espalhados por aí.

    Quisera eu ter uma meia dúzia de filhos, Meire! Ah, como eu gostaria! Abração. paz e bem.

    ResponderExcluir
  18. Que bebe mais fofo!Que carinha de sapeca!...rss...muito linda sua homenagem,Meire!Vc é um doce de pessoa!Bjs,

    ResponderExcluir
  19. Minha linda princesa..
    As crianças tem o dão de fazer a gente ficar tão feliz e voltamos a ter esperança .
    Nada nesse mundo é mais lindo do que o sorriso de uma criança.
    Deus abençoe o Gabriel com saúde complentando a alegria de toda familia.
    Sua postagem ficou linda menina,Bjs no coração.
    Evanir

    ResponderExcluir
  20. QUE LINDO MEIRE UM TEXTO SENSÍVEL DEDICADO A UM SER MUITO FOFO ESSE GABRIEL!
    BEIJO

    ResponderExcluir
  21. Parabéns a sua prima Camila e seu esposo pelo nascimento do anjo Gabriel trazendo alegria para todos da família. Também deixou a prima Meire mais inspirada. Felicidades a todos.
    Beijos, minha querida.

    ResponderExcluir
  22. Meire,
    que lindo, que lindinho também!
    Recém vim do blog da Cida, não sei se você conhece o "mosaíco da Cida" e ela teve um netinho e postou fotos dele no primeiro dia de vida!
    !!!!!!!!!!!

    Beijos, amiga! :)

    ResponderExcluir
  23. Meire
    Lindo poema para o bebê também lindinho. Gabriel é realmente um pedacinho do céu

    Beijusss.

    ResponderExcluir

Cartas de fora para dentro - carta 2

Quando pequena achava que só se nascia uma vez, mas quando cresci descobri que temos muitas vidas em uma. Que é preciso subtrair o p...