quinta-feira, 28 de julho de 2011

Desconfiada




Estou seriamente desconfiada de que enquanto as pessoas respiram ar eu respiro música.
De que que o sol brilha mais dentro de mim do que fora, mesmo nos dias mais frios.
Desconfio de que quando fico despenteada é quando posso fazer os penteados mais bonitos com meus pensamentos.
Desconfio de que para cada  pessoa ruim existem cinquenta de bom coração.
Que a cada tombo que levo ao levantar encontro o mundo mais belo.
Desconfio que quando olho para o céu estrelado todas as estrelas estão sorrindo para mim.
Que as pessoas mais bonitas são as que acham que não são assim.
Desconfio que quando alguém sorri para mim é uma forma de Deus mostrar os anjos que existem aqui na Terra.
Que as palavras são enfeites que dançam no coração e o acalentam, protegendo de qualquer guerra.
Desconfio que as pessoas frias são as que mais precisam de amor.
De que posso pintar a minha vida de qualquer cor.
Desconfio que um dia essa minha leveza vai me fazer voar.
De que os tropeços que dou estão aqui para me abençoar.
Desconfio que os nós se desfazem a partir do momento em que aprendemos a fazer laços sinceros.




Desconfiando sigo de que tudo tem seu lado bonito
e que a vida tem um brilhar que é infinito.





Meire Oliveira







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...