domingo, 29 de maio de 2011

A sós




Desde que comprei um celular, há dez anos, as esperas no ponto de ônibus, o cafezinho solitário no meio da tarde, as andanças na rua ou o contemplar de uma paisagem passaram a ser momentos menos meus. Nunca estou sozinha: a possibilidade de compartilhar o instante com quem não está ali me acompanha. Na era das comunicações instantâneas, há sempre um telefone tocando, uma mensagem chegando, uma janela piscando no computador. Nesses tempos, solidão e silêncio são quase defeitos: se não estou falando com alguém, parece que há algo errado comigo. Foi em madrugadas insones que consegui dispensar todas as companhias para me encontrar com a mais ausente: eu mesma. A sós, pude me fazer perguntas difíceis e respondê-las em voz alta. Ensaiar conversas que gostaria de ter. Ou apenas ficar quieta e à toa – sem me sentir esquisita por isso. E descobri que a solidão é o espaço mais verdadeiro e tranqüilo que podemos explorar: longe dos olhos dos outros, somos quem somos, e não quem deveríamos ser. Agora, exercito a solidão diurna. Ir ao cinema sozinha, tomar um café com o celular desligado e caminhar sem companhia têm me ensinado a separar o que é estar com alguém por vontade e o que é se manter conectada por simples ansiedade. E minha companhia tem ficado cada vez melhor.

Amanda Rahra

"Não adianta procurar em alguém motivos para sorrir se você não consegue sorrir sozinho primeiro."

20 comentários:

  1. Difícil ser totalmente só com tanta parafernália ao nosso alcance num é. Eu sou bem da era digital porque meu pedido de casamento foi através de SMS (ele aqui eu aí), quando soube do falecimento de mamis foi por SMS também (eu tava dentro do metrô), então as ondas cibernéticas já fazem parte da minha vida, muito mais do que eu imaginava, ou queria (no caso em saber assim de mamis, fiquei com cara de chuchu na hora).

    Esse mergulho em nós mesmas às vezes assusta, mas é benéfico sim, porque mostra uma trilha que devemos seguir, despidas de nós mesmas, ao mesmo tempo. Será me fiz entender?
    Sempre cultivei essa "solidão necessária", as psicólogas que me perdoem, mas nesse caminho sou bem anti social hehe

    Beijos compotinha :-)

    ResponderExcluir
  2. Ainda que estranhemos o silêncio, precisamos dele.Pelo menos eu gosto do pouco tempo dele e em que estou sozinha...beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Meire,

    Teu texto reflete uma opção tomada deliberadamente. E assim não se pode chamar a isso verdadeiramente solidão.
    Porém a solidão existe sim! E a pior das solidões é aquela que sentimos, apesar de acompanhados...


    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  4. Meiroca!!!
    Realmente segurar a onda da ansiedade na era da comunicação está bem difícil... vejo pessoas com 3 celulares... o encontro com si próprio nem pensar... Mas vamos driblando as adverdidades, pois elas são necessárias né!

    bjs

    Catita

    ResponderExcluir
  5. Querida, Meire bom dia!!

    Gostei muito do texto .Cncordo com cada frase escrita.
    Solidao nao 'e o mesmo que estar s,o.
    Solidao 'e u estado de espirito. Vc pode estar repleta de pessoas a seu lado e se sentir s,o.
    Saber ficar com voce mesma, e feliciadde.
    E vc estar equilibrada, e estar sem culpas. Vc esta com seu EU verdadeiro. Em perfeita harmonia.
    Praticar o silecio, te aproxima e Deus. eu sempre digo: ''E no silencio que Deus me escuta".
    E no silencio que nos sintonizamos com as energias do universo. E no silencio que os conflitos do nosso pensamente se aquietam... 'E preciso saber praticar o silencio.
    A meditacao 'e isso.
    Estamos tao acostumados com nossos barulhos internos, com tantos pensamentos inuteis que nao conseguimos silenciar.
    Mas td e questao e treino.
    Dar atencao as estes pensamentos e desperdicio de energia. Ocupar a mente com bons pensamentos
    'e uma dadiva.
    Quando vem um pensamento que julgamos inutil, e que vai tomando a nossa mente .. temos que carihosamenet tentar nos desvencilhiar dele.
    Ler um livro, fazer uma caminhada, canalizar o pensameto em outras coisas.

    Antes eu precisava estar com gente, sempre interagindo.
    Hj..meus melhores momentos e qdo eu sento pra meditar, e quando estou fazendo a minha ceramica. Minha mente se esvazia. Nao penso em nada nesta h..so sentindo o prazer de fazer meu trabalho. Nessas horas nem quero que o telefone toca.
    Hj falo menos e escuto mais.
    Mas qdo me pego a escrever..em silencio..ai vc ja percebeu..rsrrsrs
    Bom domingo,
    bj
    Ma

    ResponderExcluir
  6. Meire,
    Post mais revigorante esse viu?
    A sós,realmente somos o que somos,e não precisamos de máscaras e nem seguir um rótulo criado pelo mundo afora.
    Mas deveríamos desprendermos dessa máscara,pois o que escondemos no nosso íntimo é tão maravilhoso e devemos mostrar,geralmente o que é mais divino escondemos por medo de sermos ridículos perante todo o resto do mundo.
    Mas Deus nos criou para mostrar a verdadeira face,enganamos a nós mesmo quando máscaras vestimos.
    Lindíssimo Post viu? Um dia sem entrar aqui e já me bate uma saudaaaade!
    Um beijo,Amada!
    Domingo de paz pra ti.
    Pai te cuide

    ResponderExcluir
  7. Não há nada melhor quando começamos a desfrutar da nossa própria companhia!

    Beijocas super em seu coração Meire e um lindo início de semana para vc!

    Verinha

    ResponderExcluir
  8. Meire, minha linda amiga
    Agora estamos poderosas no Face, né? Já estou curtindo suas fotos, por sinal lindas!
    Quanto ao texto, achei excelente. A gente pode dizer que a tecnologia acelerou a a comunicação entre os povos,alavancou a medicina, trouxe o desenvolviemnto econômico, assim como acessos e respostas rápidas a tudo.
    Mas, te juro, há momentos que não suporto o som do celular tocando, a campainha do interfone "berrando" nos meus ouvidos, ter que sair sempre em grupo, ter vergonha de ir ao cinema sozinha...
    Quanto mais a gente for competente para viver sozinha, mais preparada estaremos para trocarmos afetos em nossa relações.

    Todas as pessoas deveriam ficar sozinhas de vez em quando para estabelecer um diálogo interno e descobrir sua força pessoal. Na solidão, a gente entende que a harmonia e a paz de espírito só podem ser encontradas dentro da nós mesmos, e não a partir do outro. Isso faz com que a gente respeite a maneira de ser de cada um cada vez mais.

    Meire, ainda vou agradecer. Nooooossa, quantas pessoas ratificaram o seu poema pra mim com declarações tão gostosas de ler. Até agora ainda estou tentando assimilar essa coisa louca que você disparou em mim!!!. Posso te afirmar, que minha autoestima (e nunca, vaidade) estão lá no topo do Everest.
    Você é uma pessoa e tanto. Uma estrela bem cintilante que ilumina o caminho da gente!
    Beijos. Te admiro e te gosto muito. Que sua tarde de domingo seja repleta de sorvetes, pipocas, cinemas, amigos...

    ResponderExcluir
  9. Meire, como diz Marla de Queiroz "Mãos vazias ainda são as melhores para se colher flores" ou ainda de qdo ela fala da importância de se ter braços vazios, pra que se possa ter espaço em si para abraçar o mundo.

    Acho que ela dizia exatamente o que diz nesse texto, é preciso se fazer a melhor companhia para que possamos nos conhecer e trazer só o que faz bem pra nossas vidas...
    companhias vazias, ficar por ficar, sorrir sem querer, pra mim essa é a pior das solidões.

    Adoro os textos que posta aqui, Meire!!

    Um beijo, minha querida!

    ResponderExcluir
  10. seu texto é verdadeiro demais!!!!!

    me encaixo perfeitamente em todas as palavras...e hoje vivo muito bem obrigada "comigo"...

    bjo moça linda!!!!


    Zil

    ResponderExcluir
  11. O teu blog tá uma delícia, só tem gente pra lá de boa comentando.

    Eu gosto do inferninho do CaFoFo, mas acho já tô pecando no exagero, e isso tira essa coisa gostosa de se ater no melhor da festa.

    Bem amiga, vim aqui te dizer que eu botei o karaokê pra você ouvir. É um áudio que foi melhorado no estúdio de um ex namorado, ele era músico. Foi feito num momento muito especial, e por isso guardo com carinho, mesmo nao sendo 100% original.

    ResponderExcluir
  12. há muito me considero uma ótima companhia para mim mesma..
    nunca deixei de viver nada por falta de companhia.. aliás por muitas vezes fiz questão de assim estar.. até me férias..
    e é muito bom!
    realmente podemos nos ver, sentir e "negociar" melhor ...
    lindo post..
    biejos querida e boa semana de paz.

    ResponderExcluir
  13. Você fez uma grande e frutífera descoberta. Todos somos capazes de andar em nossa própria companhia e usufruir toda a beleza que a vida pode nos proporcionar.
    Aliás, algumas companhias são um desastre (rsss).

    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Amiga. Estar com a gente mesmo é a melhor forma de nos autoconhecermos. E consequentemente, fazermos uma reforma íntima, jogando fora lixos existenciais que normalmente acumulamos em nosso interior. Se você aprendeu a ser feliz estando só, pode ter certeza que será sempre feliz, sozinha ou em companhia. Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Meire..eu faço ceramica a mais ou menos 3 anos.
    Pra ceramica precisa de algumas coisas, como forno torno, e outras coisas.
    Eu não tenho.
    Então eu vou a uma Olaria e faço as minhas peças lá, pinto em casa. As queimas eu faço lá.
    Com o Flavio eu faço aulas de torno.
    Peças pequenas no torno, eu consigo fazer sozinha. As grandes eu ainda preciso de ajuda.
    Os pratos geralmente eu faço em palas, ai eu não preciso de ajuda, pq ja domino as tecnicas.
    Só os vasos..são feitos no torno.
    Mas ja to quase craque.
    Tenho vasos grandes que não vou postar. Mas qquer hr te mando um email pra vc dar uma olhada.
    Pra vc entender melhor, sugiro que vc leia o post do dia 12-04 (Estamos onde deverianos estar ), lá eu conto um pouco do meu inicio
    da ceramica...e dia 17-4.
    Se vc tiver tempo..
    bj
    Ma

    ResponderExcluir
  16. Obrigaaaada!!!!!!!!!!!!!!
    Vim desejar boa noite doce Meire, tenha bons sonhos!!

    ResponderExcluir
  17. Menina, que texto lindo! Li, reli...e as palavras estão ecoando de maneira deliciosa aqui dentro...

    "Nesses tempos, solidão e silêncio são quase defeitos: se não estou falando com alguém, parece que há algo errado comigo"

    Apalusos para a sua escolha!

    ResponderExcluir
  18. Muito interessante esse texto! É muito importante termos tempo para estar conosco, para fazer coisas para nós. É assim q aprendemos a nos conhecer. Q conseguimos nos modificar e melhorarmos.
    Nos dias atuais, as vezes esquecemos de nós, entramos na loucura do corre corre diário, nos tornando pessoas alienadas.
    Muita paz!

    ResponderExcluir
  19. Como é dificil ficar só! Realmente esse texto exprime bem o sentimento que nos assola, como ficar só em um mundo tão interligado??
    Como ouvir a si mesmo com todo o barulho da Terra??

    Uma linda semana Meire!!

    ResponderExcluir
  20. Meire querida,

    Juro que eu nunca vou entender como as pessoas sofrem com solidão.
    Eu não sei, e nunca soube o que é isso.
    Saio muito pouco, adorooo estar com amigos, realmente a internet facilitou muita coisa, mas eu amooooooo minha casa, meu quarto, meus livros, eu amoooo estar e ficar sózinha comigo mesma.
    Solidão é estado de espirito.

    Lindo texto e de uma grande verdade!

    Um beijoooo!
    Uma semana linda pra ti!

    ResponderExcluir

Cartas de fora para dentro - carta 2

Quando pequena achava que só se nascia uma vez, mas quando cresci descobri que temos muitas vidas em uma. Que é preciso subtrair o p...