quinta-feira, 19 de maio de 2011

O laço e o abraço




Meu Deus! Como é engraçado!

Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço... uma fita dando voltas.
Enrosca-se, mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o
laço. É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de
braço. É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido,
em qualquer coisa onde o faço.

E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando...
devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.
Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.
E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.


Ah! Então, é assim o amor, a amizade.

Tudo que é sentimento. Como um pedaço de fita.
Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora,
deixando livre as duas bandas do laço. Por isso é que se diz: laço
afetivo, laço de amizade.

E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços.
E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum
pedaço.
Então o amor e a amizade são isso...

Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam.
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço!



Mário Quintana

14 comentários:

  1. Olá, caminhando pela nete eu adoro blogs, eu adoro pessoas, eu adoro que sabe fazer um lindo trabalho.Que poesia é esta em moça?.Que coisa linda e sem par,simples e complexa explicando os laços que une um ser,seja no amor,seja na amizade,seja na familia, seja aonde for o laço esta ali pronto para nos entrelaçar.Adorei,amei apaixonei e já sou sua seguidora em gesto de um laço de amizade.Vi que tenho amigos que te seguem,me sinto em casa.
    Meu blog:
    Avivar_Cel:http://wwwavivarcel.blogspot.com/
    Tenha cada vez mais sucesso;
    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Olá Meire. Quando vira nó já deixou de ser laço. Espetacular. Isso supõe que o relacionamento entre as pessoas deve ser meigo, delicado, numa união com o "aperto" certo, nem muito frouxo, nem muito apertado. Amei. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Meire, que sensível e delicado0 é esse texto! Assim como a amizade, assim como são os relacionamentos, precisamos sempre cuidar deles e não deixá-los escorregar por entre nossos dedos, como fitas de seda!

    lindo!
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  4. Meire,
    Impressionante como pinta uma sincronicidade com algumas pessoas às vezes. Hoje de manhã, juro, eu li esse poema do Quintana, que pra mim é uma das melhores analogias que um poeta pode fazer.
    Meu amor, se eu sou seu raio de sol você é uma constelação inteira brilhando no meu blog. Ter sua presença lá, com essa sensibilidade, maturidade e beleza só irradia as nuvens e torna o amdeirado com cheiro de alfazema!
    Vou passar o fds fora mas vou continuar postando, só não sei se poderei te visitar. Não se esqueça de mim, segunda eu volto!
    Beijos e um lindo fim de semana!

    ResponderExcluir
  5. Meire,
    Que poema mais lindoo!
    temos de cuidar com sensibilidade os sentimentos para que não se tornem nó e nos sufoquem ;)
    Sempre Lindo aqui viu?
    Um beijo pra ti*

    ResponderExcluir
  6. MEIRE,
    LINDO ESTE POEMA DE MÁRIO QUINTANA.
    AMOR E AMIZADE POR OPÇÃO, POR SENTIMENTO, SEM AMARRAS.
    BEIJO.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, querida amiga Meire.

    Que maravilha de texto!!

    Um grande abraço.
    Tenha um lindo fim de semana de paz.

    ResponderExcluir
  8. Fiquei imaginando a beleza de cada laço...

    Amei!!
    Beijos no coração.

    ResponderExcluir
  9. ah que lindoo ,tudo lindo po aqui ,
    parabéns !!

    estou seguindooo ..

    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  10. Tinha que ser Quintana né Meire! Lindo demais isso! Acho foi uma laçada-resposta ao meu último post, e que eu precisava ler....

    O filme nao passa desse fim de semana sem ser visto :-)

    ResponderExcluir
  11. Seguindo de volta flooor *-*
    Tbm adorei teu blog.

    Sucesso!

    ResponderExcluir
  12. Esse Quintana é mesmo um Mestre p mim!

    bj

    CAtita

    ResponderExcluir
  13. Oi, Meire! Tb adorei tudo por aqui! Os autores que mencionas, as imagens que selecionas. Belo espaço! To te seguindo. Beijos e parabéns!

    ResponderExcluir
  14. Meire, Quintana sabe como ninguem definir as coisas pelos detalhes e os sentimentos que esses detalhes despertam nas pessoas.
    Belo texto. Grande abraço!

    ResponderExcluir

Experienciar para poder conectar

É preciso sentir, é preciso pulsar. É preciso viver, experienciar. A vida implora a necessidade do mergulho em cada processo. Por...