sábado, 28 de maio de 2011

Não se reprima




Cantar é o jeito de expressar coisas que, ditas em prosa, não soam do mesmo jeito. Vem daí a vontade de entoar aquela música pra alguém, a certeza de que a canção foi feita pra você ou o poder de um simples refrão resumir um turbilhão de sentimentos inexplicáveis. Um velho ditado inglês já dizia: para ser honesto, cante. Soltar a voz é instintivo. Como tal, pode até ser reprimido – mas que está aí dentro de você, ah, está. É de tempos imemoráveis que colocamos ritmo na voz, transformamos emoção em melodia, fazemos versos de preces. E faz bem, tão bem: pesquisas mostram que, ao cantar com prazer, fortalecemos o sistema imunológico, diminuímos os hormônios do estresse e aumentamos os do bem-estar. Na atenção ao canto, aprendemos a ouvir o corpo. Respiramos melhor, a postura se acerta, as emoções se soltam. Pode ser num coral ou no karaokê, dirigindo, no banho, acompanhando o disco. A voz não nasce técnica – é a força que brota e se espalha por todos os cantos. Deixe sair.

Marilia Neustein 

22 comentários:

  1. Gosto muito de música e tenho um fraco pela instrumental. Mas reconheço que o canto ilumina. Se estamos ouvindo alguém e cantamos junto parece que todo nosso corpo está em harmonia.

    Bjs e ótimo fim de semana!!!

    ResponderExcluir
  2. Ah..eu canto..mal a beça mas canto..rs
    aou ruim no ingles..mas canto..rs
    Ja dizia o ditado: Quem canta seus mles espanta, por isso eu canto..aos quatro cantos!!

    Um beijo..do ré mi fa SOL, neste sabado pra vc!
    Bj
    Ma

    ResponderExcluir
  3. Cantar faz bem, alivia tensões...um lindo fds!beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. eu amo música, sempre tenho música por perto.. nasci na música..
    beijos linda! e bom findi

    ResponderExcluir
  5. Com certeza cantar liberta a alma!.. Boralá cantarolar e ser feliz [:)]

    Beijocas super em seu coração Meire!

    Verinha

    ResponderExcluir
  6. Eu vivo cantando, embora muitas vezes quem está perto me mande parar! E teu post me fez lembrar dos Menudos, e de quando eu era jovem, rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  7. Ahh,sou tão difícil de cantar...rs
    mas deveríamos fazer da vida um canto,deixar sair,sentir o tom que entoa quando se espalha...Nunca resguardar! ;)
    Lindo viu?
    Um beijo,Amada!

    ResponderExcluir
  8. Bom dia amiga
    Eu adoro escutar musica e belas cantigas, mas infelizmente eu não canto, ou melhor fico cantarolando com a voz do coração e sozinha porque não tenho voz, sou muito desafinada. Mas concordo quando a gente canta nos sentimos mais leves e doces, e uma forma linda de expressar nossos sentimentos, o nosso estado de espirito.
    Amiga lhe desejo um lindo dia, coberto de boa musica, paz e alegria.
    abraço amigo.
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  9. Eu adoro cantar, e é "libertador" mesmo. Quando canto no karaokê aqui em casa (que é o único lugar que me arrisco rs) fico de alma leve. Aliás, tudo que se refere à música é um alento, e na musicoterapia diz que é até um remédio!

    Você me fez lembrar que tenho um áudio gravado uma "cantada" dessas minhas, vou postar no blog!

    Beijitos de sábado Meire, aqui mó chuva.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Meire, meu anjo
    Ahh, como eu adoro cantar! Participando de karaokê, viajando de carro, em final de festa, shows, e até no chuveiro...
    Euzinha, mesmo, não vivo sem música. É direto: em casa, no computador, no carro, Iphone. Acho que a gente solta um monte de "monstrinhos" quando dança e canta!
    Taí, outro tema que a gente jamais pensaria em postar mas que dá "pano pra manga", como diz minha mãe! Todo o mundo coloca sua experiências pra fora e daí vc tem um mosaico de opiniões que complementam o texto postado.
    Mais uma vez, parabéns, minha linda!

    Em tempo, estou ouvindo direto a música que você me dedicou um verso. Eu não a conhecia, mas agora, já estou sabendo todinha, de trás pra frente, e encho o peito de orgulho para cantá-la ....hehehehe. Bjkas e um fim de semana dos céus pra você! Te amo!

    ResponderExcluir
  11. que delícia de post, Meire!!

    eu adoro cantar!! não consigo acompanhar quieta uma música que eu saiba a letra de jeito nenhum, nem que murmurando, mas tô la eu cantando.. no escritório que trabalho o pessoal tá até acostumado com minhas desafinações...rsrs

    *Desculpe o sumiço, Meiroca, andei tendo problemas com meu blog, fiquei sem poder acessá-lo por dois dias seguidos, digitava a senha e ele não entrava...agora parece que voltou ao normal... e até já voltei a vê-la nas atualizações..eeeehhhhhh!!! =]

    Um beijo, minha querida!
    Bom final de semana pra ti!

    ResponderExcluir
  12. haa eu amo cantar, ainda que o faça "dentro do chuveiro" ou no quarto com fones de ouvido.. kkk

    é bom, acalma,alivia.. beijos querida e bom fds

    ResponderExcluir
  13. Meire,
    Adoro música e, consequentemente, não posso ouvir uma sem cantalorar.
    E constumo cantar em altos brados, para espantar as más influências.
    Além do mais, é excelente terapia.
    Faz bem para a alma.
    Excelente fim de semana para você.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  14. lindo blog gostaria de te seguir para me alimentar de tua esencia. te mando muchos saludos, cuidte y que dios te bendiga siempre.. besos amiga...

    ResponderExcluir
  15. Cantar é maravilhoso!
    Como é bom abstrair e sair um pouco da realidade!
    Um beijo e um fim de semana maravilhoso! (:

    ResponderExcluir
  16. Meire parabéns pela inspiração!
    Amiga, ando sumida das visitas e comentários pois meu pai sofreu uma queda e está internado.Mas já está se recuperando e hoje, mesmo sendo a cuidadora noturna, consegui acessar e colocar as conversas mais ou menos em dia!
    Amanhã postarei um desafio para você, não deixe de passar por lá!
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  17. Pena que tenho a voz tão ruim p o canto... mas posso apenas oferecer a canção né! O efeito será o mesmo!

    rsrs

    bj

    Catita

    ResponderExcluir
  18. Realmente cantar alivia o coraçáo, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  19. ah eu canto , canto mesmo , coloco
    tudo pra fora , e como é bom cantar..
    alivía muita coisa !

    Beijos Meire , fica com Deus !!

    ResponderExcluir
  20. Toda forma de exprerssão de sentimentos nos equilibra, o canto é uma delas.

    Meire,
    muito obrigada pelo carinho e presença sempre, beijos grandes!

    ResponderExcluir
  21. Volto cá nesse post,
    Pois hoje me fez lembrar de Menudos "Não se reprima,não se reprima"
    Coiisa booa né?
    Que possamos fazer da vida,um canto diário :)

    ResponderExcluir
  22. Meire,

    Agora sou eu que tô aqui de novo. Garota, me impressionei com o texto da Ana Jácomo. É como diz o outro :"Bingo". A Ana foi em cima da questão e definiu essas relações de afinidade, empatia, amizade, tudo ao mesmo tempo, que acontecem rapidamente e a gente não tem como explicar! E como ela mesma disse no final:"nem tento".

    Agora te mando outro da Ana Jácomo que é a sua "cara". Com certeza você conhece, inclusive já postei no "Além das Nuvens". Segura aí!!!

    "Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta. De sol quando acorda. De flor quando ri. Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda. Ao lado delas, a gente se sente comendo pipoca na praça. Lambuzando o queixo de sorvete. Melando os dedos com algodão doce da cor mais doce que tem pra escolher. O tempo é outro. E a vida fica com a cara que ela tem de verdade, mas que a gente desaprende de ver.

    Tem gente que tem cheiro de colo de Deus. De banho de mar quando a água é quente e o céu é azul. Ao lado delas, a gente sabe que os anjos existem e que alguns são invisíveis. Ao lado delas, a gente se sente chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo. Sonhando a maior tolice do mundo com o gozo de quem não liga pra isso. Ao lado delas, pode ser abril, mas parece manhã de Natal do tempo em que a gente acordava e encontrava o presente do Papai Noel.

    Tem gente que tem cheiro das estrelas que Deus acendeu no céu e daquelas que conseguimos acender na Terra. Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível, a gente tem certeza. Ao lado delas, a gente se sente visitando um lugar feito de alegria. Recebendo um buquê de carinhos. Abraçando um filhote de urso panda. Tocando com os olhos os olhos da paz. Ao lado delas, saboreamos a delícia do toque suave que sua presença sopra no nosso coração.

    Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa. Do brinquedo que a gente não largava. Do acalanto que o silêncio canta. De passeio no jardim. Ao lado delas, a gente percebe que a sensualidade é um perfume que vem de dentro e que a atração que realmente nos move não passa só pelo corpo. Corre em outras veias. Pulsa em outro lugar. Ao lado delas, a gente lembra que no instante em que rimos Deus está dançando conosco de rostinho colado. E a gente ri grande que nem menino arteiro.

    Costumo dizer que algumas almas são perfumadas, porque acredito que os sentimentos também têm cheiro e tocam todas as coisas com os seus dedos de energia. Minha avó era alguém assim. Ela perfumou muitas vidas com sua luz e suas cores. A minha, foi uma delas. E o perfume era tão gostoso, tão branco, tão delicado, que ela mudou de frasco, mas ele continua vivo no coração de tudo o que ela amou. E tudo o que eu amar vai encontrar, de alguma forma, os vestígios desse perfume de Deus, que, numa temporada, se vestiu de Edith, para me falar de amor."

    Mil beijokinhas e uma tarde linda pra você, Meirizinha!

    ResponderExcluir

Cartas de fora para dentro - carta 2

Quando pequena achava que só se nascia uma vez, mas quando cresci descobri que temos muitas vidas em uma. Que é preciso subtrair o p...