terça-feira, 24 de maio de 2011

Não acredito em impossível






Um dia, a ideia apareceu, e pronto: virou verdade. De repente, eu soube que, se cavasse um buraco bem fundo na areia do parquinho, iria encontrar água. Não essa de poça: água azul-clarinha, transparente, como de piscina, cheia de flores e peixes coloridos. Então, mergulharia no buraco. Nadando entre os cavalos-marinhos, chegaria ao lago. Lá, o arco-íris no céu nunca sumia, a água da cachoeira caía sem machucar, podia ir na roda-gigante e comer cachorro-quente da barraquinha até se cansar. Mais ninguém morava ali: só os unicórnios. Tinha certeza absoluta e irredutível de que esse lugar era real. Podia descrevê-lo em detalhes, sentir seus cheiros, cores, sons. Em todos os recreios dos meus seis anos, me punha a cavar, e só parei no dia em que cimentaram o terreno. 

Sinto falta de verdades inquestionáveis assim. De tanto nos dizerem que não dá, não pode, não existe, desaprendemos a imaginar o impossível. Passamos a duvidar dos sonhos, cheios de preocupações práticas e autocensuras. 

Mas, quando não tem ninguém olhando, confesso: eu fujo. E, em vez de pensar na lista de pendências do dia seguinte, imagino a casa na árvore que construiria numa ilha deserta. Ou como seria respirar debaixo d’água, viajar no tempo, ter quatro braços, ler pensamentos. De outras, me vejo aventureira, e planejo como escapar de índios canibais, atravessar um labirinto, sobreviver ao deserto. Há dias em que me coloco em outras vidas – como seria se eu fosse indiana, detetive ou tocasse sanfona? Como as crianças sabem (essa sabedoria que nos podam enquanto crescemos), imaginar é o maior dos superpoderes. Se não dá vida aos sonhos, ao menos nos deixa mais perto das vidas que sonhamos ter. E faz tudo ser possível outra vez.



Roberta Faria

24 comentários:

  1. Bela postagem. Quando somos crianças viajamos no tempo com nossos sonhos e cada imagem nova nos leva a um paraíso diferente. Quando amadurecemos, parece que nem temos tempo para sonhar, o que é um grande equívoco porque são eles que podem continuar a nos levar ao paraíso.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. As pessoas sao o que elas escrevem, no teu caso, você é o que posta. A cada texto gosto mais do que vai em você. É uma leveza, algo ingênuo, coisas que guarda intrínsecas bem desse tempo da infância, que até onde sabemos é puro e eleva a poderes imaginários do impossível.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  3. Meire, não sei o que está havendo, mas vc não está aparecendo nas minhas atualizações, não vejo mais qdo vc posta alguma coisa.
    Comecei a achar estranho ver seus comentários e não ver suas postagens, agora que vim aqui, vi que postou um monte de coisas, mas não apareceu nas atualizações do blog....
    até verifiquei se não estava te seguindo com uma conta errada, que já me aconteceu uma vez... mas não é, tão tudo certinho...
    tava perdendo um monte de coisa bonita daqui achando que vc não tava postando... :(
    porque será que tá acontecendo isso?

    :(

    ResponderExcluir
  4. 'imaginar é o maior dos superpoderes.'
    Realmente,faz-nos crer que tudo pode ser possível inúmeras vezes,e nos leva a sentir coisas tal como a realidade mesmo...da imaginação conhecemos lugares jamais habitados onde nós criamos tudo!
    Lindo Post viu? como sempre.
    Um grande beijo pra ti!

    ResponderExcluir
  5. Ps: li o coment da Sam acima,e também não vejo suas atualizações,eu entro sempre por aqui pra ver se atualizou...que estranho não aparecer né?

    ResponderExcluir
  6. Você nao aparece pra mim também...
    olhe se você configurou pra atualizar feeds, em configuração... queremos ver suas atualizacoes :-)

    (apesar que eu faco uma via sacra, vou passando de um em um, caso nao consiga)

    ResponderExcluir
  7. Meire querida,
    Em nossa imaginação podemos tudo.
    Criamos tudo da maneira que gostaríamos que fosse, ou seja, perfeito demais.
    Mas os sonhos são um tanto utópicos e podem nos levar a frustrações, pois podem não se realizar conforme esperávamos.
    Contudo, como você disse, se imaginar não dá vida aos sonhos, pelo menos nos deixa mais perto do que desejamos. Aí entra o poder do desejar, do querer, que nos transporta para tudo que é possível.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Eu nao sei se já te falei, mas gosto muito desse layout que você usa... as fotos ficam bem distribuídas, e nao como fica o meu Style... tô achando muito poluído por lá de fotos, mas acho porque estao muito juntas... ou daqui a pouco arranco tudo rss

    Olha só, pra você ver sua configuracao pra distribuir feed segue esses passos:

    - design
    - configuracoes
    - Site Feed
    - Permitir feeds do blog
    - Até jump break

    Eu alterei sem saber uma vez e acontecia a mesma coisa, aí percebi o erro era aí.

    Apesar que hoje o Blogger tá com tpm, nao consigo desconectar do CaFoFo pra ir pro Style, o jeito é esperar.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  9. então,
    tomara que tenha dado certinho né?
    eu nem saberia explicar para ti,mas que bom que a Cris conseguiu.
    Beijo,Querida!

    ResponderExcluir
  10. Que linda mensagem aqui,Meire! Deixo um beijo,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  11. Este blog me soa profético...
    Epifânico..
    Gosto daqui!

    ResponderExcluir
  12. \o/ Meirocaaaaa!!
    A Cris é mesmo uma mão na roda, ela já me deu altos helps por aqui tbm!!

    Que bom que resolveu, flor!

    Um beijo enorme!

    ResponderExcluir
  13. Tão bom vir aqui, temos sempre um encontro conosco mesmo.
    Abç

    ResponderExcluir
  14. Oi, Meire, minha linda
    Quantas saudades!!! Voltando de um fim de semana prolongado no Rio (fui ao show do Paul McCartney, maravilhoso!)e pra variar quando chego aqui nesse blog mágico encontro esse texto que fala sobre coisas que a gente pensa, mas não tem nem a mínima ideia de como trasformar esse pensamento em uma obra de arte. E pra você é mole. Por acaso, me deparei com um poema hoje, de Gil Nunes( desconheço) que descreve um pouquinho, mas um pouquinho só,do que acho de você. Lá vai, segura aí!
    "Existem pessoas neste mundo, que são, no mínimo, diferentes da maioria.. são pessoas que têm algo a mais.. seres iluminados.. essas pessoas, por onde passam, deixam um pouco de alegria, de conhecimento, de contentamento, de esperança, de fé, de delicadeza, de riqueza da alma, de verdadeira essência de vida..

    elas não precisam de riquezas materiais para que sejam notadas, ao contrário disso, a presença delas em todo e qualquer lugar é que dão vida às coisas.. às pessoas.. aos ambientes que as recebem.. são pessoas que naturalmente não dão valor aos títulos.. pois não baseiam suas vidas nos interesses materiais conforme a maioria das pessoas..

    são dotadas de uma excelente coerência.. nunca dizem nada que sirva tão somente para agradar a alguém porque têm algum interesse escuso por trás.. quando falam, sua mente e seus sentimentos estão de acordo e cem por cento em harmonia com todo o resto do seu ser..

    Essas pessoas nunca se incomodam em agir nos momentos diversos como se fossem uma criança.. vez que as crianças são puras e verdadeiras.. e suas brincadeiras.. são destituídas de dolo.. ou seja, jamais pensariam ou ousariam plantar o mal aqui e agora, para, um pouco mais lá na frente, colherem os resultados de suas anteriores pretensões..

    são generosas, afáveis, carinhosas, meigas, descomplicadas, amam fazer o bem às outras pessoas.. são possuidoras de uma cultura geral fascinante.. com frequência, tocam algum instrumento porque gostam de cantar.. gostam de escrever.. de ler.. de encantar os outros pelo simples prazer.. e por possuirem em si mesmas o verdadeiro encanto.. e suas amizades são baseadas em propósitos que não ferem às leis de Deus e nem às leis dos homens.. porque temem a Deus e respeitam seus semelhantes.. e se erram.. não se envergonham de dizerem que erraram.. assumem seus erros.. sem terem que se esconder por trás do maior ou menor costas largas.. e o mais nobre de tudo isso.. é.. conhecem o caminho do arrependimento e da reparação dos seus próprios erros.. enaltecendo ainda mais.. o valor de sua personalidade e carisma..." (Gil Nunes)
    Meio grande o texto,(aff!!!) mas é bem por aí o que acho de você!
    Agora, com calma estou retomando minha navegação pelos blogs de meus amigos e colocando minha vidinha de blogueira em dia. Beijos e uma linda semana!

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde, querida amiga Meire.

    Que lindo!! Viajei nesse sonhar, me desfrutando de toda essa beleza. E isso é realidade.

    Um grande abraço.
    Que Deus a abençoe.

    ResponderExcluir
  16. "Se não dá vida aos sonhos, ao menos nos deixa mais perto das vidas que sonhamos ter. E faz tudo ser possível outra vez."
    Amei esse trecho. Realmente são os sonhos que nos estimulam a viver cada diz, sempre esperando o melhor.
    *Bjim*

    ResponderExcluir
  17. Que lindo, amiga. Ai de nós se não fossem os sonhos. Não conseguiríamos sobreviver só da realidade. O pensamento pode voar para onde quiser e transformar nosso mundo na fantasia que a imaginação permitir. Por que não? Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Adorei sua visita viu, e adorei seu blog, estou seguindo e esperando suas atualizaçoes ansiosa.

    ResponderExcluir
  19. Por vezes temos mesmo que deixar a imaginação aflorar e seguirmos nas asas de nossos sonhos!..

    Beijoquinhas super em seu coração Meire!

    Verinha

    ResponderExcluir
  20. Menina, seu post serviu direitinho pra mim, andei numa fase de pessimismo tão grande, e ainda hoje recebi uma notícia maravilhosa, de algo tão bom que FOI POSSÍVEL, e fico pensando, se eu tivesse acreditado mais, talvez eu não tivesse sofrido tanto na dúvida...

    ResponderExcluir
  21. Olá Meire,
    Já sou sua seguidora há algum tempo. Adoro seu blog e sua postagem traz-me lembranças de quando ainda era mais nova e tinha sonhos quase que impossíveis de se
    tornarem realidade. Mas, sonhar é tão bom, não é mesmo?
    Faça uma visitinha em meu cantinho, tome
    um chazinho comigo, siga-me e deixe um comentário em minha postagem, pode ser?
    Será um prazer recebê-la.
    Beijos,
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  22. Adoro ler vc, sempre! Sei o quanto nos custa postar algo de outra autoria, digo pela cumplicidade que tem que existir entre o texto e o seu pensamento, já que tudo vai ficar ligado ao modo como vc se expressa...

    Gostei do post!

    bj.

    ResponderExcluir
  23. "Sinto falta de verdades inquestionáveis assim. De tanto nos dizerem que não dá, não pode, não existe, desaprendemos a imaginar o impossível. Passamos a duvidar dos sonhos, cheios de preocupações práticas e autocensuras."

    Sim, infelizmente quando crescemos, deixamos nossas fantasias de lado e nos entregamos as famosas ditas responsabilidades.

    Que possamos manter nossa alma de criança!

    Um beijo, querida.
    Boa semana! :)

    ResponderExcluir
  24. Que gostoso sonhar,imaginar....
    lindo texto...
    vim visitar e já estou seguindo...gde beijo

    ResponderExcluir

Cartas de fora para dentro - carta 1

Já errei, briguei. Fui embora, mas voltei. Disse adeus, fui despedida, fui início. Fui temor e coragem. Já me pisei, me embalei, me enam...