sexta-feira, 23 de abril de 2010

Hoje

                                                                                       
Uma coisa está bem clara para mim: Eu não me submeteria a certas situações como fiz no passado. Hoje seria tudo muito diferente se as coisas quisessem voltar a ser como eram. Mudei muita coisa dentro de mim. Uma delas foi meu amor-próprio; o encontrei. Hoje pensaria mil vezes antes de fazer algo que está além de meus limites e forças. Hoje me sinto mais forte. Com Deus no coração e pessoas que eu havia esquecido que eram meus amigos ao meu lado; me dando colo e sorrindo comigo. Meu humor é outro. Sou uma pessoa alegre, "pra cima", sem rugas de preocupação por problemas alheios. Não é que não me preocupe com meus amigos, mas não absorvo absurdamente o problema deles. Hoje, sei que tenho que cuidar de mim antes de pensar em cuidar do meu próximo. Sempre soube disso, mas estou colocando em prática. E que verdade seja dita, se nos submetemos a alguma situação da qual nos arrependemos depois, a culpa é somente nossa e de mais ninguém. Mas o que vale mesmo é se perdoar antes de mais nada. LIBERTAR-SE.

"... rir dos cárceres onde se prendeu
e levou um tempo imenso pra descobrir que as chaves estavam com você o tempo todo"
(Ana Jácomo)

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Amar a si mesmo

                     

                                                                            
Crescemos achando que temos que buscar segurança nas pessoas. Mas chega numa fase da vida que percebemos que tudo o que estavamos tentando buscar fora de nós, está dentro, bem dentro. E quando encontramos um problema ou um desafio podemos sim pedir conselho aos amigos e familiares, mas temos que ver o que o "eu" realmente quer. O que é melhor para nós (claro sem prejudicar os outros). Sempre frisei a importância dos amigos em minha vida e esqueci de frisar a minha própria importância. Isso é o que não pode acontecer. NEVER! Porque a primeira pessoa importante para nós tem que ser nós mesmos, pois se não há amor próprio, qualquer amor que haja será "torto". E tudo, TUDO no sentido literal da palavra, que é demasiado causa danos, estrago e não é saudável. Mesmo a comida, os médicos sempre dizem que podemos comer de tudo, mas que seja um pouco de tudo. Não posso comer só salada, nem só arroz. Tenho que variar. E a vida é assim, não podemos ficar extremamente focados em um lado de nossa vida, temos que nos dividir. Claro, que sempre tem as prioridades e as preocupações, mas essas coisas são normais. O bom é você viver com calma, um dia de cada vez. Dar atenção a todos que te cercam. Arrumar um tempinho para si mesmo é o que vai fazer você ser bom nas coisas que faz.


Tem uma frase da Clarice que traduz isso: "Fique de vez em quando só, senão será submergido. Até o amor excessivo pode submergir uma pessoa."

That's it...obrigada pelos comments pessoal!! beijos

sábado, 10 de abril de 2010

A terceira perna


                  "...Perdi alguma coisa que me era essencial, e que já não me é mais. Não me é necessária, assim como se eu tivesse perdido uma terceira perna que até então me impossibilitava de andar, mas que fazia de mim um tripé estável. Essa terceira perna eu perdi. E voltei a ser uma pessoa que nunca fui. Voltei a ter o que nunca tive: apenas duas pernas. Sei que somente com as duas pernas é que posso caminhar. Mas a ausência inútil da terceira me faz falta e me assusta, era ela que fazia de mim uma coisa encontrável por mim mesma, e sem sequer precisar me procurar." C.L.
            
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...